Concerto de Natal nos Jerónimos

Orquestra Metropolitana de Lisboa

música
22 dezembro 2018
sáb: 21h
Mosteiro dos Jerónimos
Concerto de Natal nos Jerónimos

A composição sacra mais conhecida de Mozart é, sem dúvida, o Requiem. Porém, em período de Natal, adequa-se mais ouvir outras obras do músico austríaco e igualmente inspiradas no culto religioso. Entre estas, a maioria data do início da sua carreira. É o caso do moteto Exsultatejubilate, composto em Milão para um dos castrati mais virtuosos da época, Venanzio Rauzzini. Junta-se-lhe aqui outro moteto para voz soprano (Kommet her, ihr frechen Sünder Vem, pecador impúdico). Ainda uma das sonatas instrumentais que eram tocadas durante a missa e a ária de concerto para soprano Laudate Dominum, das Vesperae solennes de Dominica, uma das últimas composições sacras compostas ao serviço do arcebispado de Salzburgo. Depois disso, já em 1781, Mozart radicou-se em Viena, casou com Constanze e nasceu o primeiro filho. De visita a casa, para mostrar a família ao avô Leopold, permaneceu alguns dias em Linz, a meio caminho entre Viena e Salzburgo. Foi tempo suficiente para compor a Sinfonia N.º 36, que se conhece pelo nome daquela cidade.

 

 

Sara Braga Simões soprano

José Eduardo Gomes maestro

W. A. Mozart Sinfonia N.º 36, KV 425, Linz
W. A. Mozart Kommet her, ihr frechen Sünder, KV 146/KV 317b
W. A. Mozart Laudate Dominum, das Vesperae solennes de Dominica, KV 321
W. A. Mozart Sonata da chiesa, KV 336/KV 336d
W. A. Mozart Exsultate, jubilate, KV 165/KV 158a



25 €

Local: