Exposição temporária: Uma pintura de Chagall e A Flauta Mágica de Mozart

artes, música
25 fevereiro 2024
dom: 17h
Centro Cultural de Belém
Exposição temporária: Uma pintura de Chagall e A Flauta Mágica de Mozart

Este espetáculo sugere um ensaio da ópera A Flauta Mágica, de Mozart, com texto original de Gonçalo M. Tavares e encenação de Jean Paul Bucchieri. Uma figura, interpretada por Miguel Loureiro, vai falando com os cantores, contando histórias. Sobre música, sobre pintura, sobre a sua vida. A vida não é simples, mas na vida não se pode repetir, nem ensaiar. O pano de Chagall está no fundo, há vestígios dele. Fala-se de uma exposição temporária do pano de Chagall, um acontecimento. É um espetáculo no qual se recria um ensaio da ópera A Flauta Mágica e é uma exposição temporária. Os cantores lembram a flauta que salva e resolve, mas a figura que anda no palco sabe que na vida real as coisas não são assim. Nada resolve, nem salva.

Ficha técnica:

A Flauta Mágica de Mozart (excertos) com texto original de Gonçalo M. Tavares
Direção musical - Jean-Marc Burfin
Encenação e desenho de luz - Jean Paul Bucchieri
Texto original - Gonçalo M. Tavares
Tradução - Alexandre Delgado
Uma Figura - Miguel Loureiro
Tamino - Bruno Almeida
Pamina - Leonor Amaral
Papageno - André Henriques
Papagena - Beatriz Maia
Rainha da Noite - Patrícia Modesto
Monostatos - Carlos Monteiro
Sarastro - Jeroboám Tejera
Três Damas - Leonor Amaral, Beatriz Maia, Inês Constantino
Orquestra de Câmara Portuguesa
Assistente de encenação - Patrícia Modesto
Correpetição - José Manuel Brandão


21 € a 112 €

Local: