velvetnirvana

Coleção António Neto Alves

artes
18 julho a 27 setembro 2020
vários horários
Pavilhão Branco
velvetnirvana

Num arco cronológico que se estende de 1965 (ano das primeiras aparições públicas dos Velvet Underground) a 1994 (morte de Kurt Cobain dos Nirvana), Velvetnirvana é uma exposição que explora o universo iconográfico dessas décadas a partir da coleção de António Neto Alves.

Fotografias, livros, cartazes, fanzines, flyers, revistas e memorabilia compõem a exposição que representa a importância vital da palavra e da imagem enquanto construtores de sentido, de impulsionadores de ruturas na forma de comunicar. Da efemeridade de papéis que nem sequer tinham sido pensados para perdurar no tempo a obras de arte no sentido mais convencional do termo, a exposição propõe uma cartografia indexical que permite rever, reformular e criar novas histórias e narrativas sobre aquilo que de uma forma mais evidente ou lateral nos define contemporaneamente.

Entre outras, inclui obras de James Welling, Patti Smith, Raymond Pettibon, Paulo Nozolino ou um conjunto de fotografias de Rita Carmo do concerto dos Nirvana, em Cascais, em 1994.

Terça a domingo, das 14h30 às 19h
Lotação máxima de 10 pessoas


Ficha técnica:

Curadoria de Miguel von Hafe Pérez

Local: