Julião Sarmento

Abstrato, branco, tóxico e volátil

artes
11 maio a 31 dezembro 2022
Museu Coleção Berardo - Arte Moderna e Contemporânea
Julião Sarmento

Graças a um percurso artístico de enorme coerência, riqueza e intensidade, Julião Sarmento (1948-2021) foi um dos artistas plásticos portugueses com maior projeção, nacional e internacional, expondo em galerias e museus de grande prestígio. Autor de uma obra multifacetada, que passou pela fotografia, pintura, colagem, desenho, escultura, performance e filme, Sarmento vivia em permanente renovação e em estreita ligação com as práticas artísticas da sua época.

A sua carreira foi amplamente marcada por influências culturais sobretudo anglo-saxónicas e por uma lúcida sintonia com correntes avançadas da arte internacional. A sua obra tem uma dimensão performativa e teatral, que convoca permanentemente temas e representações intemporais como a mulher, a sexualidade, a transgressão, a memória, a dualidade, a casa, a palavra.

A exposição Abstracto, Branco, Tóxico e Volátil reúne um conjunto significativo de trabalhos que marcaram a sua carreira, uma seleção que resultou de uma estreita colaboração do artista com a curadora da exposição, Catherine David.

Segunda a domingo, das 10h às 19h (última entrada 18h30)

Visita guiada: 15 outubro, 12 e 26 novembro, 17 dezembro, às 16h


Ficha técnica:

Curadoria de Catherine David

Local: