João Francisco Vilhena

Lanzarote, a janela de Saramago

artes
13 dezembro 2022 a 14 janeiro 2023
vários horários
Sociedade Nacional de Belas-Artes
João Francisco Vilhena

Exposição fotográfica de João Francisco Vilhena sobre a relação entre o Nobel da Literatura e a ilha de Lanzarote, que escolheu para viver. Lanzarote, a Janela de Saramago é um diário/caderno de notas sobre o olhar sensorial e apaixonado do escritor, visto e filtrado pelo olhar de um fotógrafo, que em 1998 esteve em o que aquela terra, no meio do oceano, representou para o único prémio Nobel de Literatura da língua portuguesa.

Através das suas fotos João Vilhena procura retratar Lanzarote como uma janela aberta por Saramago, e que ao mesmo tempo abriu-se ao escritor. O lugar e sua paisagem como símbolo de uma nova fase; uma nova literatura, uma nova vida, um momento diferente de criação e do homem.

Este trabalho pretende mostrar o homem (desconhecido) por detrás do escritor (famoso).

A exposição é um ensaio sobre o tempo e o lugar, constituída por retratos do escritor feitos em 1998 quando Saramago ganhou o nobel e imagens da ilha realizadas 15 anos mais tarde, onde sentimos a ausência do escritor.

Composta por 14 fotografias, esta exposição foi apresentada em Espanha e na América Latina e encerra a sua viagem nas comemorações do centenário do escritor na SNBA.

Segunda a sexta, das 12h às 19h, sábado, das 14h às 19h


Local: