(0/1) O Zero e o Um

artes
3 novembro a 4 dezembro 2022
vários horários
Museu Nacional de História Natural e da Ciência
(0/1) O Zero e o Um

Esta exposição colectiva, propõe a reflexão sobre o percurso humano como percurso inacabado, pois apenas se conclui quando o pensamento se materializa. A História não termina enquanto a imaginação estiver à frente da matéria. A razão começa pela operação de somar, enquanto na imaginação o somatório já está feito: há apenas um número, completo, total e este pode começar a dividir-se, a separar-se… quando esta operação parte da imaginação, é uma operação individual e tendencialmente irrepetível.

A exposição (0/1) O Zero e o Um, reflete sobre a imaginação e os conceitos de oposição, a arbitrariedade da interpretação e sobre a qual, a imaginação se foca através da representação da realidade ou dos objetos e não da coisa em si. A variedade de enunciados, reproduzindo metáforas multiplicando as possibilidades de verdade – uma espécie de ciência momentânea.

Mercedes Cerón, diretora artística da galeria NAVE, outubro 2022

Terça a domingo, das 10h às 17h


Ficha técnica:

Artistas: Arturo Comas, João Motta Guedes, Jon Gorospe, Martim Brion, Susana Rocha e Teresa Murta

Curadoria de Sofia Marçal

Local: