Retrospetiva António-Pedro Vasconcelos

cinema
14 junho a 14 julho 2018
todo o dia
Cinemateca Portuguesa - Museu do Cinema
Retrospetiva António-Pedro Vasconcelos

A Cinemateca tem vindo a destacar os autores do Cinema Novo, em junho e julho António-Pedro Vasconcelos é o realizador a quem será dedicada uma retrospetiva integral. António-Pedro Vasconcelos está na base desta nova cultura, quase na génese dela.  A sua marca começa a fazer sentir-se, em 1958-60, com a participação na direção do Cineclube Universitário de Lisboa. depois de dois anos em Paris, regressa a Portugal em 1963 com uma influência determinante para o coletivo. Isto traduz-se na contínua presença na imprensa diária e em todas as revistas decisivas da época, nos contributos para a divulgação do cinema, e ainda, até aos inícios da década de oitenta, no esforço efetivo de solidariedade, participando nos atos e plataformas com que se faz o movimento e criando condições para que a generalidade dos seus membros possa filmar.  A sua participação no esforço coletivo do Cinema Novo, faz-se também na área da produção com a aventura da VO Filmes, que cria com Paulo Branco em 1979 e na qual são produzidas ou coproduzidas uma dezena de longas-metragens de Manoel de Oliveira, João César Monteiro,  João Botelho, João Mário Grilo,  Raoul Ruiz ou Wim Wenders. A obra de António-Pedro Vasconcelos oferece uma viagem por meio século de cinema português e pelos debates levados a cabo no seio
dele, desde um cinema muito próximo da vida e da vivência do autor (o lado autobiográfico que é também uma das suas vertentes Nouvelle Vague) a um outro que procura aproximar-se mais dos grandes modelos universais da ficção e de um cinema de género, sempre em cruzamento com uma reflexão sobre a relação amorosa e a paixão.

 

O Ciclo cobre mais uma vez toda a produção de longas e curtas-metragens e as obras feitas para televisão e excluindo os
inícios na publicidade (não necessariamente por opção mas, mais uma vez, pelas lacunas de preservação). Será editado um catálogo, centrado numa longa conversa com o realizador em torno do seu percurso, das suas maiores referências e das questões de produção e exibição do cinema em Portugal e na Europa.

 

Programação integral aqui

Entre 14 e 30 de junho António-Pedro Vasconcelos estará na Cinemateca a acompanhar todas as sessões, apresentando filmes e debatendo com o público.



3,20 €
2,15 € - Estudantes/Cartão jovem, Reformados e Pensionistas - > 65 anos
1,35 € - Amigos da Cinemateca/Estudantes de Cinema

Local: