Miniconferências sobre Poder

ciência
22 outubro a 29 outubro 2020
vários horários
LU.CA - Teatro Luís de Camões
Miniconferências sobre Poder

Através de miniconferências ancoradas no universo da não-ficção, procura-se apresentar o mundo e os seus discursos ao público mais jovem.

O poder das crianças sobre a televisão
Por Sara Pereira

A televisão é, para muitas crianças, um mundo – um mundo de informação, de notícias, de histórias, de personagens, de aventuras, de imaginação e de sítios para conhecer. A programação e os vários programas que emitidos – seja na televisão, no Youtube, na Netflix ou em outras plataformas – são pensados por adultos, mas os mais jovens têm o poder de decidir o que ver e o que não ver, de escolher como e a que horas ver, de se manifestarem sobre algum conteúdo que os incomode ou que lhes pareça pôr em causa os seus direitos e os direitos dos outros, e ainda de elogiarem o que mais gostam. Nesta sessão, vão conhecer o poder da televisão e de outros serviços de transmissão de conteúdos, mas vão também descobrir o seu poder e como o conquistar e exercer.

22 out

 

Redes sociais: cair nelas como um peixe-vermelho ou navegá-las de bússola na mão?
Por Joana Fillol

Como muitas coisas na vida, também as redes sociais não são boas nem más: tudo depende do uso que delas se faça. Num teatro que tem o nome do poeta que melhor narrou a expansão portuguesa, o mar serve de metáfora para falar sobre espaços como o TikTok, o Facebook ou o Instagram.
Como queremos navegar nestas plataformas, verdadeiros oceanos de informação? Deixamo-nos apanhar pelos tubarões que mandam nestas redes? Ou, pelo contrário, somos os pescadores que aprendemos a lançá-las?
Há quem diga que vivemos hoje na civilização do peixe-vermelho por, tal como ele, não conseguirmos fixar a nossa atenção por mais do que nove segundos. A culpa, diz-se, é das plataformas digitais que fazem tudo para nos manterem ligados aos ecrãs e provocarem a nossa dependência. Afinal, é com a nossa atenção que os “tubarões” se alimentam: quanto mais tempo passamos ligados, mais eles conseguem vender publicidade e compilar dados sobre nós.
Saber como as redes funcionam, o que fazem para nos aliciar, é meio caminho andado para não nos deixarmos manipular e tirarmos o máximo proveito delas. Para a nossa vida pessoal, mas também para a vida da sociedade.
O conhecimento não é só poder: é uma bússola que não nos deixa andar ao sabor do vento. Vamos saber mais sobre redes sociais?

29 out

Local: