Metais e Percussões da Orquestra Sinfónica Portuguesa

música
10 julho 2020
sex: 21h30
Palácio Nacional da Ajuda
Metais e Percussões da Orquestra Sinfónica Portuguesa

Depois de meses de ansiedade e preocupação, longe dos palcos, os músicos voltam finalmente à sua atividade principal: dar concertos. Depois da tempestade vem a bonança, e é por isso que o mote para esta edição do Millennium Festival ao Largo é a Alegria!

Assim, a abrir o programa no dia 10 de julho, a Orquestra Sinfónica Portuguesa (OSP) preparou um concerto festivo e exuberante, sob condução de Pedro Neves. Ao longo do serão, o Grupo de Metais e Percussão da OSP viajará por um eclético programa que convoca grandes compositores.

A noite começa com Abertura Festiva, de Dmitri Chostakovitch. Segue-se West Side Story, de Leonard Bernstein, Nabucco: Sinfonia, de Giuseppe Verdi, Fanfare for the Common Man, de Aaron Copland, a ópera Carmen, de Georges Bizet e, a finalizar o serão, Deus e Adeus, com arranjos de Vítor Faria.

Programa

Abertura Festiva, Op. 96
Dmitri Chostakovitch [1906-1975]
arranj. Øivind Westby [n. 1947]
West Side Story: Suite
Leonard Bernstein [1918-1990]
arranj. Eric Crees [n. 1952]
Nabucco: Sinfonia
Giuseppe Verdi [1813-1901]
arranj. Hugo Assunção [n.1969]
Fanfare for the Common Man
Aaron Copland [1900-1990]
Carmen: Suite
Georges Bizet [1838-1875]
arranj. Jean-François Taillard [n.?]
Deus e Adeus
Arranj. Vítor Faria [n.1978]

Ficha técnica:

Direção musical, Pedro Neves
Grupo de Metais e Percussão da Orquestra Sinfónica Portuguesa e Octeto de Violoncelos

Local: