José Miguel Gervásio

A mãe foi ao leite e não voltou

artes
20 janeiro a 9 março 2024
vários horários
Tinta nos Nervos
José Miguel Gervásio

Neste pequeno conjunto de desenhos, pelo menos dois assuntos se perfilam. Um, dominado pelo sentido da série, que como uma espécie de ensaio exprime uma estrutura e a leitura possível do todo. O outro, assente na montagem, permite construir narrativas que confluem para a validação do projecto, ultrapassando o quadro na dimensão original do seu silêncio, a alegoria enquanto paradigma estético. (…)

(…) Aquilo que têm em comum os desenhos e a pequena pintura da exposição com a súmula da questão é o facto de os desenhos e a pequena pintura pertencerem, como um iminente caso de pretensão fenomenológica, ao fim do mundo da arte. A série é uma experiência subjectiva que faz oscilar a produção da pintura através de um conjunto de fases que só aparentemente terminam na montagem e na exposição.

Em qualquer dos casos, denota-se um vínculo de sentido expressionado na linguagem da série, mas que não ultrapassa a intencionalidade do autor, que é o mesmo que dizer que se trata de uma experiência de alguém cultivado num determinado tempo, mas que pretende levar em linha de conta a historicidade da sua experiência, assim como a do objecto através do qual se manifesta essa experiência.

E no entanto, creio que nada disto serve para explicar a arte que se faz, ou para produzir arte, a não ser para, muito diligentemente, transformar em norma de transitividade aquilo que é puramente pessoal.

Por isso, esta insistência em desenhar e pintar, particularizando uma universalidade que é, apenas e só, a unidade do quadro projectada no que queremos ver. Toda esta série é um corpo orgânico, que implica fortemente a imaginação do observador.

José Miguel Gervásio

 

Terça a sexta, das 11h às 19h, sábado, das 11h às 18h


Local: