João Roiz Ensemble

50 anos de 25 de Abril

música
17 abril a 18 abril 2024
qua: 19h30; qui: 19h30
São Luiz Teatro Municipal
João Roiz Ensemble

Nos 50 anos do 25 de Abril, o João Roiz Ensemble faz uma reflexão musical acerca da dialética – nem sempre pacífica – revolução/evolução, apresentando obras de Beethoven, Lopes-Graça, Schostakovich, Carrapatoso e Puccini, que espelham esta dicotomia. Poder-se-á notar este conflito num dos primeiros quartetos de Beethoven – op.18 nº4 -, quando o compositor estava ainda sob o jugo do fervor revolucionário que, em inícios do séc. XIX, varria a Europa central, e que o levou a expandir de forma decisiva uma estética musical tão pacientemente solidificada nos 150 anos precedentes; em Schostakovich, por outro lado, ouve-se sem mácula os sons dos realismo socialista, a nova arte de vanguarda popular (a vanguarda de então); em Lopes-Graça e Eurico Carrapatoso, sob ângulos diferentes, é possível sentir o olhar para as tradições musicais mais profundas de um Portugal ainda não contaminado pelas músicas europeias, restos de um folclore puro, que diz mais sobre a importância da permanência e conservação de valores e tradições do que das técnicas musicais revolucionárias com que as mesmas têm sido tratadas desde a segunda metade do século XX; em Puccini escutam-se as belezas de uma arte musical europeia madura, de carácter conservador, que assumidamente rejeita as revoluções estéticas que aparecem nos finais do século XIX e inícios do século XX, repertório esse que, talvez por isso, é ainda dos mais amados.

Programa
L. B. Beethoven (1770-1827)
Quarteto de Cordas op. 18, nº4
Fernando Lopes-Graça (n.1906-1994)
Suite Rústica nº2 para Quarteto de Cordas, sobre temas tradicionais portugueses
Dmitri Schostakovich (1906-1975)
Duas peças para Quarteto de Cordas
Eurico Carrapatoso (n.1963)
Sete Velhos Corais Portugueses sobre temas populares portugueses, para Quarteto de Cordas
Giacomo Puccini (1858-1924)
Crisantemi para Quarteto de Cordas

Local: