Grupo de Cordas da Orq. Sinfónica Portuguesa e Octeto de Violoncelos

música
11 julho 2020
sáb: 21h30
Palácio Nacional da Ajuda
Grupo de Cordas da Orq. Sinfónica Portuguesa e Octeto de Violoncelos

A iniciar o programa desta noite, um dos Concertos Brandeburgueses de Johann Sebastian Bach. Logo de seguida, uma revisitação ao seu espírito e feitura na produção do compositor Heitor Villa-Lobos. As Bachianas Brasileiras, deste último, foram obras escritas a partir de 1930 para formações diversas onde se tentou fundir material folclórico brasileiro e formas pré-clássicas. As Tonadillas en estilo antiguo de Granados, inspiradas nas pinturas de Goya, constituem-se também como grande homenagem ao passado. Compostas entre 1911 e 1913, são uma nostálgica evocação dos bairros operários de Madrid do século XIX.

Programa

Concerto Brandeburguês n.º 3 em Sol Maior, BWV 1048
Johann Sebastian Bach [1685-1750]
Liderado por Pedro Meireles
Bachianas Brasileiras
Heitor Villa-Lobos [1887-1959]
n.º 1 para 8 violoncelos
n.º 4 Prelúdio para orquestra de cordas
Liderado por Pedro Meireles
n.º 5 para soprano e 8 violoncelos
Soprano: Susana Gaspar
6 Tonadillas en estilo antiguo
(para soprano e 8 violoncelos)
Enrique Granados [1867-1916]
arranj. Elias Arizcuren [1916-2012]
La maja dolorosa n.º 1, 2 e 3
El majo tímido
El majo discreto
El tra la la y el punteado

Ficha técnica:

Soprano, Susana Gaspar
Elementos da Orquestra Sinfónica Portuguesa

Local: