Éric Rohmer, ou o Génio do Moderno Cinema Francês

II Capítulo

cinema
7 outubro a 1 dezembro 2021
Cinema Nimas
Éric Rohmer, ou o Génio do Moderno Cinema Francês

No 2.º capítulo do grande ciclo Éric Rohmer, ou o génio do moderno cinema francês, a série “Comédias e Provérbios” é um conjunto mais livre do que o era a série dos “Contos Morais”, exibida no 1.º capítulo do ciclo. Cada um dos filmes ilustra uma citação tomada de empréstimo da literatura clássica, ou um provérbio da sabedoria popular, sempre colocados como epígrafe. São exibidos: A Mulher do Aviador, Pauline na Paia, O Bom Casamento, O Amigo da Minha Amiga, O Raio Verde e Noites de Lua Cheia.
Programação em Medeia Filmes

Éric Rohmer (1920-2010) iniciou a sua carreira profissional como professor e escritor. Nos anos 50 começa a frequentar o meio cinéfilo, cineclubes e revistas de cinema onde se reunia o núcleo que mais tarde viria a criar os Cahiers du Cinéma, que Rohmer chegou a dirigir.

A partir de 1963 dedica-se, sem interrupções, ao cinema com a série Contos Morais, rodados entre 1963 e 1972, a partir de um livro que escrevera mas que na altura ainda não publicara e onde se incluem alguns dos seus filmes mais célebres: A Minha Noite em Casa de Maud (1969) e O Joelho de Claire (1970).

O clássico e o moderno, a literatura e o cinema, as contradições entre a moral e o desejo são temas e questões recorrentes na sua obra. Elegante, preciso, inovador e atento aos pormenores, Éric Rohmer foi uma das figuras importantes da nouvelle vague e da história do cinema.

A Leopardo Filmes presta homenagem ao cineasta francês através de um ciclo, que se estende até 2022, onde estão incluídos 20 filmes restaurados.

Local:

Avenida 5 de Outubro 42B 213 574 362 medeiafilmes.com

espaconimas@gmail.com