Birdland

Simon Stephens/ Artistas Unidos

teatro
19 abril a 22 maio 2021
seg: 19h; ter: 19h; qua: 19h; qui: 19h; sex: 19h
Teatro da Politécnica
Birdland

Na reta final de uma digressão, Paul, uma estrela de rock, prepara-se para voltar a casa, em Londres. Apesar do sucesso e da aclamação conseguida nas grandes capitais europeias, o músico está à beira do colapso, e o seu comportamento oscila constantemente entre o charme manipulador que arrebata os fãs e as perturbantes oscilações de humor, a que não serão estranhas a dependência do álcool e da cocaína. Perante a embriaguez do dinheiro e do poder, este Fausto da era do rock’n’roll está prestes a deitar tudo a perder.

O teatro do britânico Simon Stephens regressa ao convívio dos Artistas Unidos, depois dos sucessos de Um precipício no mar (2010) e Punk Rock (2014), com “uma peça sobre empatia, loucura e moralidade, sobre a fama e dinheiro, num mundo de culto à celebridade”. E, apesar da aparente simplicidade, esta é, nas palavras de Jorge Silva Melo, “uma meditação dolorosa sobre o capitalismo, o poder e a destruição de vidas pelo consumo: um pesadelo.”

[texto de Frederico Bernardino]

Estreia a 19 de abril com entrada livre mediante reserva e limitada à lotação.


Ficha técnica:

Artistas Unidos. Simon Stephens, texto; Pedro Carraca e Jorge Silva Melo, encenação; João Pedro Mamede, Nuno Gonçalo Rodrigues, Pedro Carraca, Rita Rocha Silva, Nídia Roque e Ana Amaral, interpretação.

Local: