Antígona

Sófocles/ Mónica Garnel

teatro
18 setembro a 6 outubro 2019
qua: 19h; qui: 21h; sex: 21h; sáb: 19h; dom: 16h
Teatro Nacional D. Maria II
Antígona
(…) Um espetáculo que procura a vertigem, à medida que o conflito entre a lei da determinada por Creonte se opõe ao descontentamento e desrespeito pelos direitos humanos e familiares de Antígona. Creonte impõe tiranicamente a sua vontade, confirmando a imutabilidade do destino trágico que marca os Labdácidas. Antígona ousa, quase revolucionariamente, opor-se-lhe. Pode o humano mudar o destino? Devem os direitos humanos sobrelevar os direitos do poder instituído? O que é afinal a justiça? 
Pergunta-se ainda: Como abordar um texto clássico e paradigmático da história do Teatro, já tantas vezes feito e refeito? Interessa-me antes de mais tratá-lo na sua atualidade, por um lado e na sua humanidade, por outro. Vejo aqui, nesta possibilidade de interrogar o carácter humano, a âncora e âmago de deste espetáculo, suportado no trabalho dos atores, aos quais se coloca o desafio de retratarem e atualizaram estas personagens arquetípicas, explorando as suas contradições, dúvidas e ímpetos, num conflito que nos atira para uma escuridão que, por fim, nos poderá, talvez, iluminar.

Ficha técnica:

TNDM II. Sófocles, texto; Mónica Garnel, encenação; André Simões, Carolina Passos-Sousa, Diana Lara, Isaías Viveiros, João Grosso, Joana Pialgata, Laura Aguilar, Lúcia Maria, Manuel Coelho, Mauro X, Paula Mora, Pedro Moldão e Pedro Russo, interpretação.


9 € a 16 € - (ver descontos)

Local: